Loading...

Se você tem dois ou mais empregos e a soma de todos os salários superou R$ 28.559,70 no ano passado, deve declarar mais de uma fonte pagadora no IR. Por isso não se esqueça de pegar os dois comprovantes de rendimentos, pois você tem que declarar as duas fontes.

Essas dicas também servem se você trocou de emprego no ano anterior, se você recebeu salário de uma empresa e atuou simultaneamente como microempresário ou microempreendedor individual (MEI) e para para todos que receberam rendas tributáveis de mais de uma fonte pagadora.

Imposto de Renda: Como declarar mais de uma fonte pagadora

Imposto de Renda: Como declarar mais de uma fonte pagadora

Para cada emprego ou fonte pagadora de rendimentos, você deverá criar um formulário na ficha “Rendimentos tributáveis recebidos de pessoa jurídica”. Selecione a ficha, clique em “novo” e preencha os campos com os dados da empresa, os respectivos rendimentos recebidos e os valores pagos de Imposto de Renda e Previdência Oficial (INSS).

Repita o processo para cada uma das empresas que você recebeu salário.

As rendas dos dependentes também devem ser declaradas

Este procedimento também vale para os dependentes incluídos na sua declaração que possuem emprego, estágio ou recebem aposentadoria.

Os rendimentos tributáveis de cada dependente devem ser informados na aba “dependentes”, localizada no alto da ficha “Rendimentos tributáveis recebidos de pessoa jurídica”. Selecione o dependente na lista e abra uma ficha nova para cada emprego.

Rendas de aluguel e pensão alimentícia

Caso você ou seu dependente receba renda de aluguel ou pensão alimentícia, os valores também devem ser informados na declaração. Para isso, selecione a ficha “Rendimentos tributáveis recebidos de pessoa física/exterior”.

Loading...

Se você preencheu o carnê-leão ao longo do ano, basta importar o arquivo do programa do carnê-leão para a declaração atual que os campos serão preenchidos automaticamente. Na parte debaixo da ficha há um botão específico para importação.

Outra forma é preencher manualmente. Selecione na aba superior da ficha se a renda é sua (titular) ou do dependente. Em seguida clique em “outras informações” e então preencha a coluna “rendimentos” referente a “aluguel” ou “pensão alimentícia”, mês a mês.

Todas fontes de renda devem ser informadas

Você deve informar todas as fontes de renda tributável, independente do valor. Se você ou seu dependente trabalhou em uma empresa no ano passado, mesmo que durante apenas um mês, não esqueça de pedir o informe de rendimentos ao RH da companhia.

Todos os rendimentos tributáveis, do titular e dos dependentes, das diferentes fontes pagadoras, serão somados na declaração.

Deste montante serão descontadas todas as despesas dedutíveis, do titular e dos dependentes, como gastos com saúde e educação.

A partir daí é calculado o imposto devido no ano e, por fim, são considerados todos os valores de IR já pagos antecipadamente ao longo do ano passado para se chegar ao resultado, de imposto a pagar ou a restituir.

Evite cair na malha fina do imposto de renda conhecendo os erros mais comuns que as pessoas cometem na declaração. Clique aqui e baixe seu e-book gratuito.

 

Descubra como passar no Exame de Suficiência do CFC Estudando Menos.

Clique Aqui e Saiba Mais!
100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

CommentLuv badge

Seja o primeiro a comentar!