Definir seus honorários contábeis é uma das tarefas que mais gera muita dúvidas em entre os profissionais em contabilidade.  A definição de um valor justo e adequado a ser cobrado por um serviço vai depender da análise de mitos fatores, que muitas vezes não é compreendido.

Definir de maneira correta os honorários contábeis deve ser um  dos passos mais importantes para se manter sua carreira valorizada.

Os honorários são a contraprestação pelo tempo, estudo e dedicação do profissional, além de ser a forma de arcar com os custos que recaem sobre a profissão contábil.

Tendo em vista a importância que assunto sobre  honorários contábeis representa para todos o profissionais e escritórios do ramo, publicamos este artigo com algumas dicas práticas de c estabelecer seus honorários contábeis de maneira mais adequada e estratégica.

Como estabelecer honorários contábeis

Entenda a importância dos honorários contábeis

Os honorários contábeis são a base para a continuidade do trabalho de um contador ou de um escritório. É a partir deles que os profissionais serão remunerados por seus serviços.

Para quem atua exclusivamente no mercado contábil, os honorários são a forma de garantir o próprio sustento e o da família. Por isso, a necessidade que a correta fixação desses valores é muito importante, pois trata-se da  remuneração pelo  seu trabalho.

Como definir os honorários contábeis para os clientes

Definir quais são os honorários contábeis não é uma tarefa muito simples. Isso porque existem diferentes variáveis que precisam ser incluídas nos cálculos, fazendo com que eles se tornem mais precisos, justos e adequados ao mercado.

Antes de definir seus honorários junto a um cliente, o profissional em contabilidade precisa levantar a maior quantidade de informações possíveis sobre o serviço a ser prestado, pois essa é uma etapa essencial para uma correta precificação. Antes de passar seu  orçamento ao cliente, é preciso levar em conta alguns  fatores como:

  • natureza do serviço;
  • tempo gasto na sua conclusão;
  • necessidade de expedientes extras, como visitas a órgãos públicos para solicitação de informações;
  • complexidade da tarefa;
  • prazo para a conclusão — aqui vale lembrar que, se o cliente chega com uma demanda urgente, com prazo exíguo, a precificação pode alterar;
  • volume de serviços;
  • forma de pagamento; entre outros.

Além disso, é importante que  todos esses itens sejam bem esclarecidos ao cliente, para que ele tenha ciência dos critérios que você utilizou na precificação. Essa transparência ajuda a qualificar a relação e a fechar contratos com mais eficiência.

Saiba como considerar os custos dos honorários contábeis

Ao calcular os honorários contábeis,  é necessário considerar também os custos envolvidos na profissão e na manutenção do próprio escritório. Assim, toda a estrutura, conforto, inovação e agilidade ofertada ao cliente na hora de prestar os serviços tem o seu custo. Esse custo deve estar embutido no preço dos serviços.

Nesse contexto, existem critérios que não estão necessariamente ligados ao serviço em si, mas à parte operacional. A exemplo, listamos:

  • custos fixos, como aluguel, água, energia, internet e telefone;
  • custos variáveis, como serviços adicionais de terceiros, deslocamentos, tributos etc.;
  • remuneração da equipe e afins.

é recomendado também que os honorários contábeis levem em consideração o nível de especialização dos serviços oferecidos. Assim, por exemplo, uma consultoria contábil próxima e personalizada certamente terá um custo a mais para o cliente, já que o mercado costuma cobrar por diferenciais exclusivos.

4 dicas para estabelecer honorários contábeis

Embora não seja tão simples fixar honorários, essa tarefa pode ser tornar mais objetiva quando se tem em mente alguns pontos norteadores. Por isso, para facilitar esse processo, listamos 4 dicas práticas que podem ajudar você. Confira!

1. Pesquisar a tabela da região

Cada região do país tem as suas particularidades quanto ao mercado contábil. Grandes cidades, por exemplo, em que a concorrência é maior, costumam trabalhar com preços diferentes de localidades em que o mercado é menos amplo.

Assim, a recomendação é que você pesquise a tabela de honorários da região. Com esses dados, é mais fácil fazer uma precificação mais alinhada às práticas locais, garantindo uma atuação competitiva, mas ao mesmo tempo sustentável.

2. Identificar os custos do negócio

Já pontuamos a respeito da relevância dos custos operacionais para correta fixação dos honorários. Aqui, reiteramos as orientações para que você identifique todos os custos envolvidos na prestação dos serviços. Esses dados são imprescindíveis para manter o negócio saudável e sustentável, já que existem despesas que precisam ser cobertas todos os meses.

Essa pode ser uma etapa complexa, que exigirá análises de contas, folha de pagamento, além de questões tributárias. No entanto, feita essa avaliação, certamente a precificação dos serviços se tornará muito mais clara e precisa, contribuindo diretamente com o seu sucesso e a satisfação dos clientes.

3. Calcular o tempo de trabalho

O tempo é o principal ativo do profissional da contabilidade. Por isso, esse deve ser o indicador base na hora de estabelecer honorários contábeis. A lógica é simples: quanto mais complexo e demorado for um serviço, maiores deverão ser os honorários cobrados — pelo menos em regra.

Lembre-se de que a sua produtividade e o potencial de rendimento estão diretamente associados ao tempo gasto em determinadas entregas. Logo, se os honorários de tarefas muito demoradas forem fixados aquém do valor adequado, certamente o profissional ou o escritório sofrerão com quedas na rentabilidade.

Uma dica que pode facilitar as contas é ter em mente quantas horas mensais você pode se dedicar ao trabalho. Assim, com base em uma estimativa de custos e margem de lucro, você conseguirá saber quanto precisa ser cobrado por hora de trabalho para que todas as suas necessidades sejam cobertas.

4. Considerar a ética dos profissionais

Por fim, ao fixar honorários contábeis, é imprescindível se atentar às questões legais e éticas ligadas à sua profissão. A exemplo, não se pode atuar de forma desleal, cobrando valores muito abaixo do praticado no mercado.

Esse comportamento, além de antiético, pode ser considerado ilegal e contrário a normas estabelecidas pelos estados e pelos sindicatos da classe. Nesse sentido, por exemplo, é importante destacar a importância de se observar o piso salarial dos profissionais do setor contábil. Embora não exista um piso único válido em todo o Brasil, existem normas regionais, que variam de acordo com setor, formação e acordos coletivos.

Dessa forma, o mais recomendado é trabalhar dentro dos padrões do mercado local e regional, atuando com ética e responsabilidade, de modo a fortalecer a sua classe e todo o setor.

Por fim, como vimos, estabelecer honorários contábeis é uma tarefa que demanda estudo, estratégia e diferentes avaliações. Seguindo nossas dicas, você terá um direcionamento confiável para praticar valores justos e competitivos.

Contudo, ainda vale destacar que o sucesso de um profissional ou escritório contábil não se restringe à fixação de honorários contábeis. É preciso inovar na profissão e estar sempre atualizado sobre os mais diversos assuntos relacionado área.

Gostou deste artigo? Tem interesse em aprender mais sobre a rotina do contador e a realidade do mercado contábil? Deixe seu comentário e assine nossa newsletter para receber nossos conteúdos atualizados!

Conheça os Erros Mais Comuns Que As Pessoas Cometem Na Declaração e Evite Cair Na Malha Fina do IRPF 2020!

Baixar Agora!
100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!