Com o início do ano já é hora de começar novamente a reunir os documentos para acertar as contas com o Leão. Isso porque quanto mais rápido você fizer a declaração do Imposto de Renda 2020, mais cedo irá receber a restituição do valor pago a mais, se  for o caso.

Informes de rendimentos, extratos bancários e recibos de compra e venda de imóveis e de despesas médicas devem ser apresentados à Receita Federal, caso seja encontrada alguma inconsistência.

Com a divulgação do “Perguntão” — guia com perguntas e respostas você poderá esclarecer dúvidas sobre a prestação de contas. No entanto, estará disponível apenas em meados de fevereiro. O que podemos prever é que os valores dos rendimentos sujeitos ao ajuste na declaração devem permanecer inalterados.

imposto de renda 2020

Quem está obrigado a declarar o Imposto de Renda 2020

Se você recebeu recebeu no ano de 2019 até R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis não vai precisar fazer a declaração. O mesmo valerá para quem recebeu até R$ 40 mil em rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte. Do contrário, será preciso fazer o ajuste com a Receita.

Também estarão obrigados a declarar seus rendimentos aqueles que venderam algum bem, como carro ou casa; que realizaram operações na bolsa de valores, de mercadorias, de futuro, entre outras; e tiveram, com isso, ganho de capital em qualquer mês do ano passado; ou que tinham, em 31 de dezembro de 2019, alguma propriedade (imóvel ou terra nua) avaliada em mais de R$ 300 mil.

Tabela do Imposto de Renda 2020

Tão importante de saber quem deve declarar Imposto de Renda 2020 é o valor com base nas alíquotas de calculo da tabela, elas variam conforme a renda do contribuinte.

Para quem tem maior rendimento a porcentagem de calculo tende a ser maior, existindo 2 para quem contribui de forma mensal ou anual.

A Tabela do Imposto de Renda está desatualizada desde 2015 e tveja abaixo.

tabela-mensal-600x224

tabela-anual-600x218

 

Veja aqui os documentos necessários para o IRPF 2020:

Renda

  • Informes de rendimentos de salários, aposentadoria, pensão etc.
  • Informes de rendimentos de instituições financeiras, inclusive corretora de valores
  • Informes de rendimentos recebidos provenientes de aluguéis de bens móveis e imóveis recebidos de jurídicas
  • Informações e documentos de outras rendas, como pensão alimentícia, doações e heranças recebida no ano, dentre outras
  • Resumo mensal do livro caixa com memória de cálculo do carnê-leão; DARFs de carnê-leão

Bens e direitos

  • Documentos que comprovem a compra e venda de bens e direitos
  • Cópia da matrícula do imóvel e/ou escritura de compra e venda
  • Boleto do IPTU de 2019
  • Documentos que comprovem a posição acionária de cada empresa, se houver

Dívidas e ônus

  • Informações e documentos de dívida e ônus contraídos e/ou pagos no período

Renda variável

  • Controle de compra e venda de ações, inclusive com a apuração mensal de imposto
  • DARFs de renda variável
  • Informes de rendimento auferido em renda variável

Pagamentos e doações efetuados

  • Recibos de pagamentos ou informe de rendimento de plano ou seguro saúde (com CNPJ da empresa emissora e indicação do paciente)
  • Despesas médicas e odontológicas em geral (com CNPJ da empresa emissora ou CPF do profissional, com indicação do paciente)
  • Comprovantes de despesas com educação (com CNPJ da empresa emissora com indicação do aluno)
  • Comprovante de pagamento de Previdência Social e previdência privada (com CNPJ da empresa emissora)
  • Recibos de doações efetuadas
  • Comprovantes oficiais de pagamento a candidato político
  • Comprovante de pagamento de pensão alimentícia em decorrência de decisão judicial por alimentando

Mudança nas deduções

A alteração  determinada para a declaração do Imposto de Renda 2020 é o fim da dedução dos gastos com a Previdência dos empregados domésticos, permitida até o ano passado com limite em R$ 1.200.

Esse abatimento foi determinado por lei, em 2006, durante o governo Lula, como forma de incentivo à contratação com carteira assinada.

Antecipe-se

Aprenda a declarar seu imposto de renda, entenda como funciona o preenchimento da declaração e como informar corretamente todas os campos, evitando problemas com a receita e, eventualmente, cair na malha fina. Clique Aqui.

Conheça os Erros Mais Comuns Que As Pessoas Cometem Na Declaração e Evite Cair Na Malha Fina do IRPF 2020!

Baixar Agora!
100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!