Loading...

Você sabia que também deve declarar o dinheiro que possui na poupança? Aprenda agora como declarar poupança no imposto de renda e evitar a malha fina.

Todos os bens e rendimentos recebidos ao longo do ano devem ser declarados, inclusive os isentos. Trata-se de uma espécie de prestação de contas com o governo. Uma forma de controlar se você está pagando seus tributos corretamente. Logo, melhor ficar bem atento às regras.

poupanca-imposto-de-renda

Como declarar poupança no Imposto de Renda

De acordo com as regras do Imposto de Renda 2020, a declaração é obrigatória para todos os que tiveram rendimentos tributáveis iguais ou superiores a R$ 28.559,70 no ano passado, assim como para aqueles que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00.

Sendo assim, qualquer contribuinte que, ao longo do ano de 2019, fez alguma aplicação na poupança, deve declarar o valor total investido e seus rendimentos. Somente as contas com saldo inferior a R$ 140,00 não precisam ser informadas. É importante ressaltar que a omissão de informações é o principal motivo de muitos brasileiros terem sua declaração retida na famosa “malha fina”.

Como obter o informe de rendimentos do banco?

O informe de rendimentos é um dos principais documentos para preenchimento da declaração do Imposto de Renda (IR). Dado a sua importância, os bancos e demais instituições tiveram até o dia 28 de fevereiro para disponibilizá-lo aos seus clientes e funcionários.

No passado, o envio desse documento era, preponderantemente, por correio. Hoje, é muito comum a disponibilização por meios digitais, como e-mail e/ou aplicativo. Uma maneira prática, rápida e ecologicamente responsável.

Atenção, para evitar problemas futuros, confira se recebeu os informes de todas as instituições bancárias onde tiver conta, assim como se as informações estão corretas.

Loading...

Onde e como fazer a declaração de rendimentos da poupança?

De acordo com a Receita Federal, todo dinheiro é considerado um bem. Logo, com seu informe de rendimentos em mãos, o primeiro passo para declarar a poupança no imposto de renda pessoa física (IRPF) é preencher a ficha de “Bens e Direitos”, código 41. Em seguida, inserir os dados de CNPJ do banco e informar o nome da instituição no campo “discriminação”, por fim, comunicar o saldo da caderneta de poupança do último dia do ano.

Na sequência, declare os rendimentos obtidos no ano na ficha de “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”, linha 12. Lembre-se de informar os dados do titular e dos beneficiários, caso tenha, separadamente. Além disso, preencha o campo “valor do rendimento” relativo ao período que você está declarando.

Investimentos melhores que a poupança

É certo que em mundo cada vez mais corrido, a praticidade de investir na poupança, acaba sendo um atrativo no curto prazo. Contudo, há outras possibilidades, com níveis semelhantes de segurança, volatilidade e taxas de retorno muito melhores. Tesouro Direto, CDB, LCI, LCA e Letras de Câmbio são algumas das opções de investimento. Veja nossas 5 dicas de investimentos melhores que a poupança.

Aos poucos, com o uso de todas estas informações, inicie uma nova fase em seus investimentos.

Não deixe para última hora sua declaração de imposto de renda. A restituição é um bom começo para diversificar suas aplicações e experimentar novas possibilidades de crescimento para o seu dinheiro.

Aprenda a fazer sua declaração de Imposto de Renda de forma correta

Com o objetivo de auxiliar àqueles que têm dúvidas em relação à declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF), uma de nossas colegas, oferece curso um rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber sobre Imposto de Renda.

O curso, voltado a quem deseja fazer sua própria declaração ou até mesmo se preparar para fazer a de outras pessoas.

Neste curso online são abordadas questões relativas à legislação previdenciária arrecadatória imputada às pessoas físicas, de acordo com a Lei 8.212/91 e suas alterações, além do Regulamento do Imposto de Renda Pessoa Física (Decreto 3.000/99).

Descubra como passar no Exame de Suficiência do CFC Estudando Menos.

Clique Aqui e Saiba Mais!
100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

CommentLuv badge

Seja o primeiro a comentar!